Financeiro,  Planejamento,  Primeira Viagem

Quanto vou gastar para viajar?

 

12/2017
Contando moedinhas em Cabo Polônio.

Olá, viajante! A primeira coisa que queremos saber quando estamos planejando uma viagem é o valor que vamos pagar por ela. Com a internet ficou muito mais fácil ter acesso aos preços de qualquer coisa até do outro lado do planeta, mas, mesmo com esse mundo de informações, corremos o risco de esquecer pequenos prováveis gastos que no final da viagem somam um dinheirão. Para não ter que se desesperar na hora de pagar o cartão, ou pior, passar um perrengue danado do outro lado do mundo, é preciso fazer um planejamento financeiro antes de botar o pé na estrada.

 

Comece a aprender aqui quais são os gastos de uma viagem para não passar nenhum aperto no seu próximo destino!

 

 

PLANEJAMENTO FINANCEIRO – PRÓXIMA VIAGEM
1- Gastos pré viagem
  • Documentação: seu destino precisa de passaporte? Exige visto? Demanda comprovante de vacinação contra febre amarela (CIVP)?
  • Seguro viagem: eu, particularmente, aconselho a sempre viajar com um, mas, na maioria dos destinos, o seguro não costuma ser obrigatório;
  • Passagens de ida e volta;
  • Compras para a viagem: impressões de reserva de hotel, medicamentos, roupa especial (caso seu destino exija), etc.
2- Gastos básicos durante a viagem
  • Hospedagem;
  • Locomoção: transporte público, transporte entre destinos (caso vá em mais de uma cidade ou país) ida e volta para a rodoviária, aeroporto, etc.;
  • Alimentação: fazer uma média de gastos diários, de acordo com os preços do destino escolhido;
3- Gastos com turismo
  • Pontos turísticos a serem visitados: museus, igrejas, etc;
  • Pratos típicos;
  • Experiências pagas: peças teatrais, mergulho, baladas, etc.
  • Compras pessoais: aquele perfume, vinho ou peça de roupa que compensa comprar para levar para casa.
4- Outros
  • Presentes: é importante estabelecer uma meta de quanto vai gastar com as lembrancinhas, para não acabar empolgando e comprando mais do que devia;
  • Gastos paralelos: gorjeta, incentivo a artistas de rua, lockers, banheiro e outros gastos que parecem pequenos, mas dão um desfalque naquele orçamento apertado.
5- Imprevistos
  • Perder um voo, ser furtado, ter que ficar 1 ou 2 dias a mais em outro país. Nunca se sabe o tipo de perrengue que pode te esperar na próxima viagem! Por isso, aqui eu costumo colocar 10% sobre o valor dos itens 2, 3 e 4.
Europa, EUA e Uruguai
Alguns dos cadernos que usei.

 

Pronto! Você pode fazer uma planilha com os itens acima ou, assim como eu, escrever tudo à mão e levar um caderninho com você. Quando os gastos acima forem calculados, dificilmente você passará por alguma dificuldade financeira durante ou após sua aventura. Nas próximas postagens iremos destrinchar cada um dos itens do orçamento, para que a viagem fique mais econômica, mas sem perder a qualidade. Continue acompanhando e boa viagem 🙂

 

 

 


* O conteúdo deste post foi criado pelo(a) autor(a), portanto, representa sua opinião pessoal.

Compartilhe com outros viajantes:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *