São Paulo,  Turismo

Como turistar em São Paulo gastando quase nada

Sampa, Terra da Garoa, Selva de Pedra, Nova York do Brasil, São Paulo. A primeira vez que visitei essa cidade foi em julho de 2016 para fazer um curso na USP. Desde a vista da janela do avião até a primeira vez que andei pela Avenida Paulista, fiquei encantada com tudo. Foi naquela viagem que nasceu a minha vontade de mudar para cá. E em todas as minhas outras vindas só pude ter mais certeza que queria morar aqui. Não só porque SP me oferece mais oportunidades na vida acadêmica, mas também pela sua variedade de parques, museus, shows, bares, restaurantes e passeios.

Apesar de viver aqui há 1 ano, muitas vezes me pego fazendo programas de turista. O que não falta por aqui são pontos turísticos. E se é de graça ou baratex é melhor ainda, não é mesmo?! Turistar pode ser uma forma rápida, econômica e fácil de se conhecer uma cidade.

 

Mas então, o que fazer em São Paulo?

 

Avenida Paulista:

É a avenida mais famosa da cidade e conhecida como um dos principais centros financeiros de SP.  Cercada por prédios gigantes, abriga o MASP, Centro Cultural FIESP, Instituto Moreira Salles, Itaú Cultural, Japan House, Casa das Rosas, Sesc, shoppings, restaurantes, livrarias e bares. Domingo é o melhor dia para conhecer a área, pois a rua é fechada para o trânsito de carros. Dando uma passada por lá você poderá ver shows de bandas, comprar alguma lembrancinha na feirinha de antiguidades do MASP, passear de bike pela ciclovia e tirar muitas fotos legais.

Quanto custa? Zero reais.
Como chegar? Metrô Linha 2 – Verde. Descer nas estações Consolação, Trianon-MASP ou Brigadeiro.

 


Parque do Ibirapuera:

O Ibira, como é carinhosamente chamado pelos paulistanos, é o Central Park  de SP. O parque fica localizado na Vila Mariana e tem mais de 150 hectares de área verde, lagos e museus. Aberto diariamente é um lugar bem legal para fazer um piquenique, sentar em frente ao lago para ver o pôr do sol, andar de bike, jogar bola e caminhar. Também é possível fazer uma visitinha ao Museu Afro Brasil, Museu de Arte Moderna (MAM), Oca, Bienal, Planetário e o Auditório do
Ibirapuera, além do Obelisco e do Monumento às Bandeiras.

Quanto custa? Zero reais. O MAM e o Museu Afro Brasil são gratuitos aos sábados. Valor do ingresso para a Oca depende da exposição. O planetário é gratuito e as senhas são distribuídas 1h antes de cada sessão.
Como chegar? Ônibus. Verifique as linhas que passam perto de você.

 

 

Mercado Municipal:

O famoso Mercadão fica no centro de São Paulo e chama atenção pela sua arquitetura linda. É um ótimo lugar para tomar uma breja com os amigos, comer o famoso sanduíche de mortadela, comprar frutas exóticas, queijos e salames.

Quanto custa? Zero reais. Você só gasta com comidinhas e comprinhas.
Como chegar? Metrô Linha 1 – Azul. Descer na Estação São Bento.

 


Estação da Luz:

Uma das mais importantes estações de SP fica localizada no bairro da Luz e impressiona pela sua arquitetura. Ela também abriga o Museu da Língua Portuguesa que infelizmente está fechado para reforma por causa de um incêndio.
Quanto custa? Zero reais.
Como chegar? Metrôs Linha 1 – Azul e Linha 4 – Amarela. Descer na Estação Luz.

 

Viaduto do Chá:

Inaugurado em 1892, o Viaduto do Chá foi o primeiro  viaduto construído em São Paulo. Por ali você consegue ter uma vista do Vale do Anhangabaú, do Theatro Municipal, do Shopping Light e da Prefeitura.

Quanto custa? Zero reais.
Como chegar? Metrô Linha 3 – Vermelha. Descer na Estação Anhangabaú.

 

 

 

Beco do Batman:

Endereço dos grafites mais legais de SP, o Beco do Batman é considerado um espaço democrático de arte localizado na Vila Madalena. Lugar perfeito para tirar fotos bem legais e apreciar a arte de novos artistas.

Quanto custa? Zero reais.
Como chegar? Ônibus. Verifique as linhas que passam perto de você.

 

 

 

Liberdade:

O bairro com a maior comunidade japonesa do Brasil é um ótimo lugar para bater perna, comer comida oriental e fazer compras nas lojinhas japonesas. Nos finais de semana tem a Feirinha da Liberdade que você pode encontrar comidas típicas, artesanato e vestuário que vale muito a pena. Além disso, tem o Jardim Oriental, o Museu Histórico da Imigração Japonesa.

Quanto custa? O Jardim Oriental custa zero reais. A visita ao Museu Histórico custa R$12 (inteira) e R$6 (meia).
Como chegar? Metrô Linha 1 – Azul. Descer na Estação Liberdade.

 

SESC Avenida Paulista:

Quer ter uma vista da Av. Paulista e da cidade sem gastar nada? Vá ao SESC Av. Paulista. Inaugurado no primeiro semestre de 2018 depois de uma longa reforma, o lugar é ótimo para tirar fotos e ver o skyline da cidade. Aproveite para tomar um café na cafeteria com uma vista linda.

Quanto custa?
Zero reais.
Como chegar? Metrô Linha 2 – Verde. Descer na Estação Brigadeiro.

 

 

Oscar Freire:

A rua Oscar Freire é conhecida pelas suas famosas lojas, restaurantes e cafés e fica localizada entre os bairros Cerqueira César e Jardins. A rua em si é repleta de grifes, mas não é por isso que vamos deixar de dar um passeio por lá, né?! Aproveite para tirar uma foto no mural da Frida na entrada da loja Iódice, sentar em um dos bancos espalhados pela rua e observar as pessoas e tomar um café em uma de suas cafeterias espalhadas por lá.

Quanto custa? Zero reais.
Como chegar? Metrô Linha 4 – Amarela. Descer na Estação Oscar Freire.

 

 

 

Rua Augusta: 

Conhecida pela sua vida noturna, a rua Augusta é repleta de bares, restaurantes e baladinhas.  Não deixe de bater perna à noite e aproveite para observar as pessoas e tomar uma breja com os amigos.
Quanto custa? Zero reais. Como chegar? Metrô Linha 2 – Verde. Descer na Estação Consolação.

 

Então coloca um sapato confortável e vai conhecer Sampa, porque agora você sabe como conhecer a cidade gastando pouco ou quase nada!


* O conteúdo deste post foi criado pelo(a) autor(a) e, portanto, apresenta sua opinião pessoal. 

Compartilhe com outros viajantes:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *